Direto da mídia

O que estão falando sobre o IDEIAS!

Moradores de Vitória ganham primeiro ponto de descarte de eletroeletrônicos

Direto da mídia0 comentários

Fonte: www.seculodiario.com.br

IDEIAS promove Seminário de Resíduos Sólidos

Direto da mídia0 comentários

Minientrevista com Tereza Romero

Direto da mídia0 comentários

IDEIAS no Jornal Online Folha Vitória

Direto da mídia0 comentários

O conceituado Engenheiro e militante na área da Consultoria organizacional Getulio Apolinário, divulgou em sua coluna no Jornal Online Folha Vitória, o encontro que realizamos com a CNN Internacional, no Rio de Janeiro, no dia 19 de Junho de 2012.

 

O Instituto ideias, aqui do nosso estado do Espírito Santo teve por ocasião da RIO +20, encontro exclusivo com Philippe Cousteau Jr., um grande defensor do meio ambiente. Promovido pela CNN International, o encontro aconteceu no Rio de Janeiro e reuniu oito blogs dedicados àsustentabilidade.

Philippe é membro da lendária família Cousteau, e está dando continuidade ao trabalho de seu pai na EarthEco International. Seu avô, Jacques Cousteau, explorador e ambientalista francês, estudou o mar e todas as formas de vida na água. A viagem à Amazônia foi uma de suas principais expedições, com um levantamento minucioso sobre a composição da água do Amazonas e seus afluentes, um enorme acervo fotográfico das espécies animais e incontáveis histórias da vida naregião – como a devastação provocada pela ação do homem e a forte influência do mercado de drogas.

Correspondente especial da CNN International, Philippe participou como moderador do painel “The Road to Rio” durante a Rio+20. Gravou também matérias para a série “Going Green”, veiculada pela CNNI, que aborda relatos de histórias ambientais e humanitárias.

“Em nosso encontro, relata o Instituto ideias, conversamos sobre diversos assuntos relacionados ao meio ambiente e percebemos a paixão de Philippe pelas questões ambientais e sociais.

Perguntado sobre o maior problema dos oceanos atualmente, destacou a acidificação (grande parte do gás carbônico na atmosfera ao reagir com a água do mar, forma um ácido que se espalha e desequilibra os ecossistemas marítimos) e a pesca excessiva. Ele defende a necessidade de uma lei para regulamentar os oceanos e uma fiscalização efetiva. Segundo Philippe, menos de 1% dos oceanos são protegidos. Informações da Revista Veja, revelam que além da pesca predatória, a redução no número de peixes é agravada pela poluição nas encostas. No mundo, 57% dos estoques de peixes estão sendo explorados em sua capacidade máxima e outros 30% são explorados acima do limite.

Sobre a geração de energia eólica, Philippe disse que o Brasil é um bom exemplo de local para implantação deste tipo de solução alternativa, já que possui ventos intensos e consistentes. A Wind Farm, parques eólicos em alto mar são mais encontrados no norte da Europa.

Em relação ao documento final da Rio+20, disse: “Meu avô esteve na Rio92. Hoje estou aqui e não quero ser negativo, mas o documento final não foi o que esperávamos. Muita coisa ainda precisa ser feita”. Sobre a principal meta do desenvolvimento sustentável, Philippe considera o clima um fator fundamental para o bem estar do planeta. “É muito importante a discussão sobre o clima, pois isto afeta a vida das pessoas, a saúde, a alimentação. Nada irá mudar tão rápido, é preciso começar.”

Durante todo o encontro, enfatizou a importância de incluir os jovens nos processos educacionais visando o desenvolvimento sustentável. “É preciso dar mais responsabilidade aos jovens, pois são agentes influentes no consumo da família. É difícil ensinar a cachorros velhos, truques novos”, referindo-se a importância que o jovem tem na mudança de hábito e atitude familiar. Para alcançar esses jovens, Philippe vê a rede de ensino como a maneira mais eficaz, através de palestras, debates em sala de aula e o diálogo com os educadores, que são os grandes multiplicadores de informações.

Luana Romero, Gerente de Projetos e Priscilla Moraes, Supervisora de Comunicação, foram as responsáveis por trazer essas informações exclusivas. Para nós, do IDEIAS, esta foi uma oportunidade muito proveitosa. A troca de experiências nos incentiva a cada vez mais, lutar por um mundo mais sustentável.”

Leia mais em: folhavitoria.com.br

IDEIAS na Revista da Unimed Vitória

IDEIAS na Revista da Unimed Vitória

Direto da mídia0 comentários

Leia mais em: www.unimed.com.br/portalunimed/

Ao Instituto IDEIAS, nossa sincera gratidão.

Direto da mídia0 comentários

São diversas e incontáveis as ocasiões em que recebemos favores, bons serviços ou oportunidades que aproveitamos com satisfação.

Administrada por um Conselho Administrativo, Diretoria  Executiva  e um Conselho Fiscal, todos voluntários. A ACACCI desde sua fundação vem ampliando os serviços de acolhimento oferecidos às crianças, adolescentes e familiares que os acompanham durante seu tratamento através de doações em espécie, produtos ou serviços vindos de empresas públicas e privadas, associações da sociedade civil e de pessoas físicas.

Vale dizer também que todas as doações são de grande importância para a Associação, pois colaboram com a manutenção do trabalho ao mesmo tempo em que  possibilitam uma oportunidade para o exercício de solidariedade ao próximo

O câncer não escolhe classe social e muitas famílias não têm condições financeiras para custear a viagem e o longo período da criança fora de casa.

O tratamento a que se submete o paciente com câncer é doloroso, longo e exige intenso acompanhamento médico. É notório o desgaste financeiro, físico e emocional, o que dificulta o tratamento e pode retardar a cura.

Em decorrência da precariedade na infra-estrutura e  adequação ao tratamento oncológico em alguns Estados do Brasil, muitos pacientes precisam sair de suas casas e viajar centenas ou mesmo milhares de quilômetros em busca do “direito de viver”. Na cidade natal deixam familiares, amigos e escola. Para a cidade de destino, levam saudade e muita esperança. Tudo para ficar próximo ao local de tratamento.

Todavia, A cura não deve se basear somente na recuperação biológica, mas também no bem-estar e na qualidade de vida do paciente. Neste sentido, não deve faltar a ele o apoio psicossocial.

É exatamente esse o zelo que o paciente pode encontrar no Núcleo de apoio à criança com câncer. ACACCI.

Aqui, a recepção é desde a hospedagem , transporte  alimentação, medicamentos, atendimento profissional com professores, fisioterapeuta, nutricionista bem como a assistência social e psicológica sem falar no entretimento proporcionado através das comemorações de aniversários e datas festivas, com voluntários e colaboradores. Todos esses merecidos mimos  são oferecidos enquanto permanecerem em Vitória.

Como forma de socialização, intercambio e até de amenizar a ansiedade do tratamento as mães fazem oficinas de corte e costuras, bordados, pinturas, beleza, etc .

Contudo, para abraçar esses pacientes, esta casa depende da solidariedade de pessoas como vocês do Instituto idéias que com relevante doação contribuíram com a criança em tratamento oncológico.

 

Esse é o momento onde gostaríamos de salientar que tão importante quanto a doação realizada foi o gesto singular de solidariedade do instituto Idéias em nos prover com louvável atitude.

Ao Instituto Idéias reinteramos nossa sincera gratidão a essa doação de tamanho significado e que será usado de maneira inteligente nas despesas e manutenção da Casa.

Eliana Borlot da Rocha

Plano de Negócios Ambientais

Direto da mídia0 comentários

Workshop discute destinação de resíduos sólidos no ES

Direto da mídia0 comentários

Jornal ES Hoje

Publicado em 04 de agosto, às 19h15, Por Diana De Marchi (dmarchi@eshoje.com.br)

Autoridades nacionais e internacionais discutem melhorias e efetivação da PNRS

A implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), lei regulamentada desde dezembro de 2010, foi a principal tema abordado no VII Seminário Nacional e VI Workshop Estadual de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O evento, que acontece nesta quinta-feira (04) e sexta-feira (05) no Hotel Golden Tulip, na Enseada do Suá, Vitória, tem como objetivo debater melhorias acerca da destinação dos resíduos sólidos.

Neste primeiro dia, o público formado por profissionais do ramo ambiental e estudantes pôde conferir palestras apresentadas por empresários nacionais e internacionais.

Através das discussões, serão expostas soluções para a questão dos resíduos e apresentadas novas metodologias e formas de aperfeiçoamento das técnicas capixabas. No total, serão 15 painéis que vão destacar decretos regulamentadores, resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a fim de alinhar as ações praticadas no país.

Conforme explicou o diretor presidente do GO Associados, Gesner Oliveira, a solução para o lixo atualmente depende do trabalho com parceria público-privado. Além disso, ele afirmou que é preciso trabalhar uma solução de longo prazo para se ter resultado.

Segundo a analista do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Espírito Santo (Sebrae-ES) Celia Perin, o diferencial do Espírito Santo em relação aos outros Estados é que somos pioneiros no trabalho em resíduos sólidos. “O diferencial é que trabalhamos de forma integrada entre municípios e governo”, disse.

De acordo com a presidente do Instituto Ideias, Tereza Romero, o Espírito Santo é referência no cenário nacional em gestão de resíduos sólidos. “Já temos instituídas várias ações que nos colocam em destaque com relação a outros estados, como o Comitê Gestor de Resíduos Sólidos, o Programa Capixaba de Materiais Reaproveitáveis, além da própria Política Estadual de Resíduos Sólidos”, afirma.

Ela acrescenta que o principal objetivo das ações capixabas é transformar os problemas relacionados ao manejo inadequado dos resíduos em oportunidades de negócios a partir do reaproveitamento, da reciclagem e da redução dos detritos gerados por atividades produtivas. “Para isso, estruturamos o comitê gestor, composto hoje por 72 representantes de instituições públicas e privadas e também criamos uma rede de discussão que atualmente possui cerca de 400 participantes, a Rede Capixaba de Resíduos Sólidos”, conclui.

Os interessados em participar devem efetuar sua inscrição através do endereço eletrônico: www.institutoideias.com.br/seminario2011. Para os profissionais que se interessarem o valor a ser pago pela inscrição é de R$ 30,00 e os estudantes R$ 15,00. O evento acontece das 8h30 às 18h.

Artigo Tereza Romero – Diretora Presidente do Instituto IDEIAS

Direto da mídia0 comentários

Restos de medicamentos terão novo destino a partir de 2012

Direto da mídia0 comentários

Gazeta Online

Publicado em 04 de agosto, às 22h40, por Tiago Félix

Descarte dos resíduos de medicamentos terá que ser adequado para não agredir a natureza. Os lixões deverão acabar até 2014.

Os resíduos de medicamentos devem ter um novo rumo a partir de 2012. O Conselho Federal de Farmácia (CFF) tem até outubro para apresentar ao governo Federal o melhor destino de medicamentos vencidos ou sem uso. As novidades foram apresentadas durante o primeiro dia do VII Seminário Nacional e VI Workshop Estadual de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, em Vitória, nesta quinta-feira (04), que reuniu representantes do Estado e especialistas Internacionais.

O assessor técnico do Conselho Federal de Farmácia (CFF), José Luis Miranda Maldonado, explicou que o governo lançou uma lei, que determina como deve ser feito o descarte dos resíduos de medicamentos sem agredir a natureza. Segundo ele, os depósitos, conhecidos popularmente como lixões, vão acabar até 2014. Algumas soluções já estão sendo apresentadas para evitar o acúmulo de sobras de medicamentos em casa. “O modelo que estamos imaginado é criar pontos de recolhimento. Esse ponto de colheita pode ser as farmácias, mas ainda não definimos. Depois os medicamentos serão entregues aos fabricantes para que possam dar um destino adequado ao lixo sem agredir a natureza”.

Durante a palestra, José Luiz Miranda Maldonado explicou, ainda, que o Conselho Federal de Farmácia tem até o dia 12 outubro para apresentar a solução do recolhimento do lixo de medicamento ao governo. Se for aceita pelo Ministério da Saúde, a medida deve se tornar definitiva em todo País. “Então, a partir 2012 com certeza, estaremos em uma nova realidade da destinação final do recolhimento dos medicamentos”.

O VII Seminário Nacional e VI Workshop Estadual de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, em Vitória, tem como  tema principal, “Impactos do Novo Marco Legal e as Novas Tecnologias para a solução de Resíduos”. A realização dos eventos é do Instituto de Desenvolvimento Integrado para Ações Socioambientais (Instituto Ideias), em parceria com o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Espírito Santo (Sebrae-ES).

Ao todo, 15 painéis irão destacar os decretos regulamentadores, resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) e a Política Estadual de Resíduos Sólidos (Lei 9.264).

Nesta sexta-feira (05), outros temas serão debatidos sobre as novas soluções tecnológicas para cuidar do lixo, no Hotel Golden Tulip, localizado na avenida Nossa Senhora dos Navegantes, 635, Enseada do Suá, Vitória – ES.



 

Página 3 de 41234